Descoberta do Pré-Sal: diálogo com Guilherme Estrella

DESCOBERTA DO PRÉ-SAL: DIÁLOGO COM GUILHERME ESTRELLA

02 dezembro 2016
11h00
auditório do IEE/USP, Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289, Cidade Universitária, São Paulo

Guilherme de Oliveira Estrella é geólogo, graduado em 1964 pela Escola Nacional de Geologia, atualmente Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 1965 foi contratado pela Petrobras, empresa a qual dedicou toda sua carreira profissional.

Sua competência técnica e científica levou-o a exercer, com destaque, diversos cargos de liderança nas áreas de exploração e produção de petróleo, tais como a gerência de exploração, chefias, superintendências e diretoria de exploração e produção.

Estrella exerceu papel decisivo na consolidação do CENPES – Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras, como um centro de excelência reconhecido internacionalmente. Parte significativa do conhecimento geológico sobre as bacias sedimentares brasileiras emana das atividades desse Centro.

Sua atividade na Petrobras ocorreu no Brasil e no exterior, permitindo-lhe concretizar grandes descobertas científicas na área da Geologia do Petróleo, com amplo impacto econômico. Dentre suas descobertas, destacam-se, de forma ilustre para o país, as reservas de óleo e gás natural conhecidas como  Pré-Sal, nas bacias de Campos e Santos, situadas nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Ao longo de sua carreira profissional na Petrobras, publicou trabalhos considerados clássicos na Geologia do Brasil, destacando-se o trabalho intitulado “O estágio rift nas bacias marginais do Leste brasileiro”, ainda hoje referência obrigatória para o entendimento da evolução tectono-estratigráfica de bacias de margens continentais passivas.

A sua competência acadêmica é demonstrada pela influência que exerceu sobre uma geração de profissionais na área de exploração e produção de petróleo, com desenvolvimento de conhecimento inovador e impacto externo à empresa, sobretudo nas universidades brasileiras. Essa competência acadêmica foi reconhecida pela Universidade do Porto (Portugal) e pela Universidade Federal de Ouro Preto (Minas Gerais, Brasil), que lhe concederam o título de Doutor Honoris Causa nos anos de 2009 e 2010, respectivamente.

     
     
     

Filme do evento